Circuito dos Cristais, Curvelo, Minas Gerais, julho  de 2017

6ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car e Campeonato Brasileiro de Turismo

A alta velocidade volta à Minas Gerais, na cidade de Curvelo,  nos últimos dias 21,22 e 23 de Julho de 2017 com as provas de Stock Car Brasil e Turismo. E brindaram a cidade com desfile dos potentes pelas ruas, passaram pela igreja matriz e estacionaram na praça. Respeitando a velocidade da lei, mas fizeram a população local parar e vibrar! Foram três carros da categoria Stock e dois Chevrolet Camaro sendo um o carro madrinha.

Foi a sexta etapa das categorias Stock Car, e Turismo. O autódromo recebeu pela segunda vez a prova da categoria máxima do esporte a motor brasileiro. O traçado anterior foi modificado e o circuito está mais veloz, mais seguro e com menor extensão que o ano passado.

A pista original que tinha 4,4 quilômetros esta agora com 3,3 quilômetros. E na reta principal nada mudou

Nem na área dos boxes

Todos carros agora são exclusivamente Chevrolet Cruze

Com belas decorações nas pinturas

O trabalho nos boxes é intenso

E só uma empresa fornece o motor tanto para a Stock quanto para a Turismo. Para a Stock é um Chevrolet V8, modelo G09
6,2 litros de cilindrada e potência máxima de 500 cavalos, torque máximo de 450 Nm e velocidade máxima de 270 km/h.
Peso mínimo com piloto e líquidos: 1.320 quilos

O cabeçote e bloco são fundidos em liga de alumínio e sua alimentação é feita por uma injeção eletrônica da marca Bosch. O conjunto motor e caixa são fornecidos pela empresa JL Racing. O câmbio eletrônico é da marca XTrac de origem inglesa assim como o diferencial. A pequena alavanca cromada abaixo é para o acionamento da marcha ré.

Ele é sequencial, tem seis 6 marchas e a tração é traseira. O combustível é gasolina aditivada, a mesma vendida nos postos de combustível. A taxa de compressão segundo informações é  11:1. Mas ajustes são feitos para não prejudicar o motor.

A montagem dos pneus é feita com critério

Os pneus são na medida 305 45 VR 18 com cubo rápido.

E a troca também! E muito rápida mesmo nos treinos.

A retirada da parte traseira é rápida

Da dianteira idem. A carroceria é feita em plástico reforçado com fibra de vidro.

O piso plano é de madeira e faz parte da dianteira e da traseira.

A saída dos boxes é rápida

Mas há um limite até este ponto.

Os carros se preparando para largar

O carro tem um sistema de cavalete pneumático nas quatro rodas para ser elevado. Após a elevação, coloca-se por baixo um "carrinho" que faz o giro de 360 graus para o carro ficar de frente ou de trás no box conforme a manutenção a ser feita.

O Chevrolet Cruze de Bia Figueiredo

Os pilotos e os profissionais das equipes tem muito trabalho, mas também são simpáticos com a imprensa e público. O engenheiro francês Kevin Delcros da empresa de motores JL. O grande Reginaldo Leme e Lito Cavalcanti que sempre brilham na narração das corridas. Rubens Barrichello e Thiago Camilo também foram muito cordiais com os fãs.

Quer dar uma volta rápida com um Stock Car? Alguns privilegiados de empresas patrocinadoras tiveram oportunidade. Quem não queria?

Deve ter sido muito bom! E emocionante!

Como foi a programação

Sábado, 22 de julho        

  • 08h30 - 08h50 – Warm-up Brasileiro de Turismo
  • 09h00 - 09h40 – 2º Treino (Grupo 1) Stock Car
  • 09h45 - 10h25 – 2º Treino (Grupo 2) Stock Car
  • 10h40 - 10h50 – Classificação Brasileiro de Turismo
  • 12h00 - 13h00 – Classificação Stock Car
  • 15h55 – Largada (Corrida 1) Brasileiro de Turismo

Domingo, 23 de julho

09h10 – Largada (Corrida 2) Brasileiro de Turismo - 11h00 - 12h00 – Visitação aos boxes

13h00 – Largada (Corrida 1) Stock Car     -

14h10 – Largada (Corrida 2) Stock Car

O que é o Push?

O botão de ultrapassagem (push-to-pass) está no lado esquerdo na parte superior do volante e pode ser acionado na corrida pelo piloto. O número de vezes que o botão pode ser usado em cada corrida é decidido pelos organizadores e fiscais de cada prova. Em Curvelo cada piloto da Stock tinha direito a dezesseis mais três votos por internet através de um aplicativo acionado pelos fãs. Na prova de Turismo pode ser usado por doze vezes.

O funcionamento do “Push” consiste na abertura do corpo de borboleta, que controla o fluxo de ar para a admissão. O propulsor funciona com 65% da abertura total. Quando o botão de ultrapassagem é acionado pelo piloto na corrida, a admissão trabalha com 100% de abertura da borboleta por 16 segundos em média. Acionado, o carro fica mais feroz e há um ganho sensível de potência! E se a torcida votar através de um aplicativo no seu piloto favorito, ele ganha outras “acionadas”. E o HeroPush fez a diferença em Curvelo!

O sistema de luzes que está afixado no para-brisa de policarbonato tem luzes vermelhas e verdes. Veja como será o funcionamento na prova. Ele não é permitido nos treinos.

  • Luz verde acesa: botão de ultrapassagem acionado
  • Luz vermelha acesa: o piloto não pode acionar o botão de ultrapassagem
  • Luz verde e vermelha piscando: piloto acionou o Fan Push
  • Luz vermelha piscando: piloto não pode mais acionar o botão


-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O resultado

Fraga e Casagrande foram os vitoriosos em Curvelo

Corrida 1

  1. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) - 41min56s996
  2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - a 1s610
  3. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC)* - a 2s597
  4. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - a 2s607
  5. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) - a 5s548
  6. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 6s668
  7. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) - a 7s314
  8. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - a 7s679
  9. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) - a 8s221
  10. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - a 8s468

Corrida 2

  1. 83   Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - 30 voltas em 42min27s709
  2. 21   Thiago Camilo   (Ipiranga Racing) - a 2s448
  3. 51   Átila Abreu   (Shell Racing) - a 7s337
  4. 40   Felipe Fraga   (Cimed Racing Team) - a 8s977
  5. 8   Rafael Suzuki   (Cavaleiro Sports) - a 10s224
  6. 29   Daniel Serra   (Eurofarma RC) - a 10s308
  7. 90   Ricardo Mauricio   (Eurofarma RC) - a 11s799
  8. 0   Cacá Bueno (Cimed Racing) - a 12s915
  9. 65   Max Wilson   (RCM Motorsport) - a 12s923
  10. 10   Ricardo Zonta   (Shell Racing) - a 13s183

Classificação do campeonato:

  1. Daniel Serra - 178
  2. Thiago Camilo - 157
  3. Max Wilson - 148
  4. Átila Abreu - 136
  5. Ricardo Maurício - 129
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

4ª Etapa do Brasileiro de Turismo

A prova de Turismo foi também muito boa e os pilotos, na maioria são mais jovens que os da Stock. Mas são tão velozes quanto e combativos.O motor é também fornecido pela empresa JL. É o modelo G12, com oito cilindros em "V", 5.700 cm³ e potência de 350 cavalos. A velocidade máxima é de 230 km/h. O carro pesa 1.280 quilos.

Há pegas ótimos! E Pedro Saderi foi muito simpático.

Os carros tem a mesma carroceria e motores idênticos. O primeiro lugar da segunda corrida. 

Só mudam os patrocinadores

A aeração da cabine vem da entrada de ar sobre a capota (carro acima) e também no vidro lateral direito.A temperatura interna chega a 45 graus. Por um problema técnico a largada foi atrasada e os pilotos foram aconselhados a saírem dos carros por segurança.

Gustavo Frigotto sempre simpático com a equipe Retroauto

A abertura das portas facilita a entrada e saída do piloto como também a entrada de um mecânico para a manutenção interna

Lá dentro é apertado. Na foto o volante está montado e a frente além do conta-giros há informação da pressão e temperatura do óleo, carga da bateria, temperatura da água do radiador, nível de combustível (álcool) e velocidade. Tudo digital!

O Segundo lugar da segunda corrida

A Corrida 1 da categoria Turismo foi no sábado à tarde. Preparação para a largada

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Resultado final da segunda corrida em Curvelo

1. 23 Marco Cozzi (Rsports) – 23 voltas em 41min06s

2. 77 Raphael Reis (W2 Racing) - a 1s093

3. 35 Gabriel Robe(Motortech) - a 2s151

4. 11 Gaetano di Mauro (W2 Racing) - a 3s943

5. 86 Gustavo Frigotto (RKL Competições) - a 5s953

6. 7 Giulio Borlenghi( Full Time Academy) - a 6s011

7. 120 Vitor Baptista (Full Time Academy) - a 6s404

8. 777 Pedro Saderi (MRF Motorsport) - a 11s248

9. 78 Lucas Peres (L3 Motorsports) - a 22s433

10. 117 Gustavo Myasava (MRF Motorsport) - a 1 volta

Classificação do campeonato

  1. Gaetano di Mauro – 107
  2. Gabriel Robe – 106
  3. Raphael Reis – 86
  4. Pietro Rimbano – 83
  5. Luca Milani – 80
  6. Gustavo Frigotto – 86
  7. Marco Cozzi – 74
  8. Gustavo Myasava – 63
  9. Giulio Borlenghi – 61
  10. Vitor Baptista – 48
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Meus agradecimentos à equipe VICAR PROMOÇÕES DESPORTIVAS - Departamento de Comunicação - Eduardo Antonialli / Eduardo Mantovani.

Até a próxima se Deus quiser

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Texto e fotos Francis Castaings

© Copyright - Site http://www.retroauto.com.br - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.




---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O resultado

Fraga e Casagrande foram os vitoriosos em Curvelo

Corrida 1

  1. 40 Felipe Fraga (Cimed Racing Team) - 41min56s996
  2. 29 Daniel Serra (Eurofarma RC) - a 1s610
  3. 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma RC)* - a 2s597
  4. 10 Ricardo Zonta (Shell Racing) - a 2s607
  5. 65 Max Wilson (RCM Motorsport) - a 5s548
  6. 4 Julio Campos (Prati-Donaduzzi Racing) - a 6s668
  7. 0 Cacá Bueno (Cimed Racing) - a 7s314
  8. 21 Thiago Camilo (Ipiranga Racing) - a 7s679
  9. 8 Rafael Suzuki (Cavaleiro Sports) - a 8s221
  10. 83 Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - a 8s468

Corrida 2

  1. 83   Gabriel Casagrande (Vogel Motorsport) - 30 voltas em 42min27s709
  2. 21   Thiago Camilo   (Ipiranga Racing) - a 2s448
  3. 51   Átila Abreu   (Shell Racing) - a 7s337
  4. 40   Felipe Fraga   (Cimed Racing Team) - a 8s977
  5. 8   Rafael Suzuki   (Cavaleiro Sports) - a 10s224
  6. 29   Daniel Serra   (Eurofarma RC) - a 10s308
  7. 90   Ricardo Mauricio   (Eurofarma RC) - a 11s799
  8. 0   Cacá Bueno (Cimed Racing) - a 12s915
  9. 65   Max Wilson   (RCM Motorsport) - a 12s923
  10. 10   Ricardo Zonta   (Shell Racing) - a 13s183

Classificação do campeonato:

  1. Daniel Serra - 178
  2. Thiago Camilo - 157
  3. Max Wilson - 148
  4. Átila Abreu - 136
  5. Ricardo Maurício - 129
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

4ª Etapa do Brasileiro de Turismo

A prova de Turismo foi também muito boa e os pilotos, na maioria são mais jovens que os da Stock. Mas são tão velozes quanto e combativos.O motor é também fornecido pela empresa JL. É o modelo G12, com oito cilindros em "V", 5.700 cm³ e potência de 350 cavalos. A velocidade máxima é de 230 km/h. O carro pesa 1.280 quilos.

Há pegas ótimos! E Pedro Saderi foi muito simpático.

Os carros tem a mesma carroceria e motores idênticos. O primeiro lugar da segunda corrida. 

Só mudam os patrocinadores

A aeração da cabine vem da entrada de ar sobre a capota (carro acima) e também no vidro lateral direito.A temperatura interna chega a 45 graus. Por um problema técnico a largada foi atrasada e os pilotos foram aconselhados a saírem dos carros por segurança.

Gustavo Frigotto sempre simpático com a equipe Retroauto

A abertura das portas facilita a entrada e saída do piloto como também a entrada de um mecânico para a manutenção interna

Lá dentro é apertado. Na foto o volante está montado e a frente além do conta-giros há informação da pressão e temperatura do óleo, carga da bateria, temperatura da água do radiador, nível de combustível (álcool) e velocidade. Tudo digital!

O Segundo lugar da segunda corrida

A Corrida 1 da categoria Turismo foi no sábado à tarde. Preparação para a largada


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Resultado final da segunda corrida em Curvelo

1. 23 Marco Cozzi (Rsports) – 23 voltas em 41min06s

2. 77 Raphael Reis (W2 Racing) - a 1s093

3. 35 Gabriel Robe(Motortech) - a 2s151

4. 11 Gaetano di Mauro (W2 Racing) - a 3s943

5. 86 Gustavo Frigotto (RKL Competições) - a 5s953

6. 7 Giulio Borlenghi( Full Time Academy) - a 6s011

7. 120 Vitor Baptista (Full Time Academy) - a 6s404

8. 777 Pedro Saderi (MRF Motorsport) - a 11s248

9. 78 Lucas Peres (L3 Motorsports) - a 22s433

10. 117 Gustavo Myasava (MRF Motorsport) - a 1 volta

Classificação do campeonato

  1. Gaetano di Mauro – 107
  2. Gabriel Robe – 106
  3. Raphael Reis – 86
  4. Pietro Rimbano – 83
  5. Luca Milani – 80
  6. Gustavo Frigotto – 86
  7. Marco Cozzi – 74
  8. Gustavo Myasava – 63






---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Circuito dos Cristais – A Velocidade em Minas Gerais

Aconteceu em Curvelo, Minas Gerais, nos dias 19 e 20 de novembro, a penúltima etapa das categorias Stock Car, Turismo e Campeonato de Marcas. O novo autódromo, Circuito dos Cristais, foi homologado pela CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) e recebeu a 11ª etapa da Stock Car e também contou com duas baterias muito disputadas da Copa Petrobras de Marcas e Campeonato Brasileiro de Turismo. Enfim Minas Gerais pode entrar no calendário de várias categorias e fazer bonito! Neste  final de semana que aconteceu o evento, cerca de 42 mil pessoas entre torcedores nas arquibancadas, camarotes e convidados. Lá embaixo os pilotos e suas equipes, os técnicos e os responsáveis pela organização. A corrida em Curvelo foi muito elogiada pelas características de seu traçado. A inscrição de Minas Gerais no cenário automobilístico brasileiro está assinada e quiçá internacional.  A cidade de Curvelo brilhou!

O circuito tem 4.420 metros de extensão e é o maior traçado de autódromos do Brasil. São 18 curvas, sendo onze à esquerda e sete à direita, o que o torna anti-horário como o de Interlagos em São Paulo. Há outras provas em Londrina, Cascavel (Paraná), Nova Santa Rita que tem o Velopark e Tarumã (Rio Grande do Sul). E neste ano em Curvelo em Minas Gerais entrou em grande estilo.

Na sexta-feira, um dia antes das provas oficiais, os pilotos das três categorias tiveram o primeiro contato com o traçado. No sábado aconteceram os treinos classificatórios das três categorias e a primeira corrida das com duas baterias do Campeonato Brasileiro de Turismo e Copa Petrobras de Marcas. Abaixo o Chevrolet Cruze de Rubens Barrichello. Tanto ele quanto demais pilotos, dirigentes, mecânicos, foram muito corteses com todos que estavam presentes.

Nomes famosos do automobilismo nacional e com triunfos internacionais como Rubens Barrichello, Daniel Serra, Allam Khodair, Átila Abreu, Ricardo Zonta, Valdeno Brito, Gabriel Casagrande, Rafael Suzuki, Felipe Lapenna, Raphael Abbate, Bia Figueiredo, Cacá Bueno, Lucas Foresti, Marcos Gomes, Denis Navarro, Xandinho Negrão entre outros, disputaram a prova de Stock Car. Estavam no paddock Toninho Da Matta que foi campeão brasileiro em várias categorias e seu filho Cristiano que fez bela carreira nos Estados Unidos conquistando vários títulos importantes.

Alguns dos nomes citados estão seguindo a carreira do pai. Pilotos de sucesso nas décadas de 60,70,80 e 90. Pilotando inclusive  na antiga categoria monomarca Chevrolet Stock Car nacional quando todos os carros eram Chevrolet Opala 250-S cupê.

Os carros da categoria Stock Car tem carroceria construída em plástico reforçado com fibra de vidro (a fibra de vidro reforça o plástico). É plástico reforçado com fibra de carbono. Em inglês esses dois materiais são, respectivmente, fiberglass-reinforced plastic (FRP) e carbon fibre-reinforced plastic (CFRP). É uma categoria monomarca. São quase idênticas à exceção da frente que é semelhante ao modelo original e da traseira também. As marcas concorrentes são Chevrolet e Peugeot com os modelo Cruze e 408 respectivamente. O chassi com estrutura tubular possui um desenho padrão para todas as marcas e não pode ser alterado assim como demais componentes.

O Cruze de Raphael Abbate.

O Chevrolet Cruze de Ricardo Zonta.

O carro de Cacá Bueno. Observe o tamanho do aerofólio. É padrão em todos os carros. O para-brisa deve ser de policarbonato ou vidro com um mínimo de três milímetros de espessura. Os das portas e traseiro também em policarbonato cristal com a mesma espessura. As janelas traseiras são eliminadas por placa de plástico reforçado com fibra de vidro, após a coluna 'B",  devem ser pintadas com e com tinta antichama.

O motor, dianteiro, arrefecido a água, tem oito cilindros em "V", 5.700 cm³ (350 polegadas cúbicas) 550 cv de potência à 6.000 rpm. Da marca Chevrolet usado também em competições nos EUA. Seu  cabeçote  é fundido em liga de alumínio e sua alimentação é feita por uma injeção eletrônica da marca Bosch. O câmbio é eletrônico marca XTrac, sequencial, tem seis 6 marchas e a tração é traseira. O combustível é etanol V-Power. Sente-se um cheiro diferente e infelizmente não é vendida em postos.

Por dentro: Sua direção é do tipo pinhão e cremalheira com assistência eletro-hidráulica. O cinto de segurança tem cinco pontos. Com ele atado e o volante colocado na posição de pilotagem, quem estiver no comando deve poder desligar todos os circuitos elétricos em caso de acidente desde a ignição, luzes (Chuva e farol traseiro), bomba de combustível, etc através de uma chave-geral que corta a energia.

Não há farol ! Simplesmente um plástico reforçado imitando o formato original. Não há corridas de Stock à noite!

Além do conta-giros no painel estão instalados marcadores de temperatura de água, temperatura de óleo (motor e câmbio), pressão de combustível, pressão de óleo, sensor de posição do acelerador, sensor de posição do volante, sensor de tempo de volta, tensão de bateria, sensores de aceleração lateral e linear e sensores de freio dianteiro e traseiro.

O Peugeot 408 de Sergio Jimenez

A reta principal

Atrás dos boxes

Os chefes de equipe acompanham os carros na pista

O trabalho em equipe é feito na frente dos boxes. Trocas de pneus, rodas de cubo rápido... Todos competentes, não há vagas para amadores

E também dentro deles

Os pneus são Pirelli, modelo P-zero nas medidas 285/645-18 na frente e 305/660-18 atrás

Montagem dos pneus

Os belos caminhões das equipes

A saída dos boxes paralela à reta principal

Placas como esta informam ao piloto a distância, em metros, que ele está de uma curva, por exemplo

O carro de Barrichello. Foi terceiro colocado na primeira corrida e décimo-segundo na segunda prova (pane de combustível). Os dez primeiros colocados na corrida Um tem a posição invertida na largada para a corrida Dois.

O que é o Push? Trata-se de um botão no painel que, quando acionado, permite a abertura total das borboletas. Durante as duas provas o piloto pode apertar este 18 vezes. A abertura padrão da borboleta é de 58%. O sistema entra em operação após cinco segundos que o piloto apertar. O funcionamento com a abertura da borboleta a 100% se dará durante 21 segundos e o botão de ultrapassagem só poderá ser utilizado a cada 60 segundos de intervalo.

O carro de Ricardo Maurício que chegou em primeiro na corrida Dois e em décimo segundo na corrida Um. As 16 voltas foram feitas em 30 minutos e 48 segundos a uma média de 137,6 km/h.

O carro de Marcos Gomes segundo colocado na corrida Um

Resultado - Corrida 1
1-) 88 Felipe Fraga (Cimed Racing) - 24 voltas em 47 minutos e 46 segundos  (média de 133,2 km/h).
2-) 80 Marcos Gomes (Cimed Racing) - a 0s979
3-) 111 Rubens Barrichello (Full Time Sports) - a 3s614
4-) 18 Allam Khodair (Full Time Sports) - a 5s937
5-) 51 Átila Abreu (Shell Racing) - a 10s374
6-) 21 Thiago Camilo (Ipiranga-RCM) - a 12s906
7-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) - a 16s640
8-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Axalta Racing) - a 20s319
9-) 28 Galid Osman (Ipiranga-RCM) - a 25s020
10-) 70 Diego Nunes (União Química Racing) - a 25s606

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Resultado - Corrida 2
1-) 90 Ricardo Mauricio (Eurofarma-RC ) - 16 voltas em 30 minutos  48 segundos (média de 137,6).
2-) 25 Tuka Rocha (RZ Motorsport) - a 2s028
3-) 29 Daniel Serra (Red Bull Racing) - a 2s775
4-) 77 Valdeno Brito (TMG Racing) - a 3s413
5-) 5 Denis Navarro (Vogel Motorsport) - a 3s929
6-) 46 Vitor Genz (Eisenbahn Racing Team) - a 5s243 
7-) 65 Max Wilson (Eurofarma RC) - a 7s606 
8-) 4 Julio Campos (C2 Axalta Racing) - a 8s805 
9-) 63 Nestor Girolami (Eisenbahn Racing Team) - a 9s210 
10-) 3 Bia Figueiredo (União Química Racing) - a 10s252 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Abaixo o carro de Allam Khodair na saída da curva três

O peso mínimo do carro com o piloto a bordo, com seu macacão e demais adereços de competição como luvas, sapatilhas e capacete, a quantidade de fluidos (óleos, água, combustível) será de 1.325 quilogramas. Se houver diferença para menos é colocado um lastro.

A emoção de estar num autódromo para quem gosta de automobilismo é única. Sentir o cheiro, escutar os motores, o colorido dos carros e uniformes, a correria das equipes, ver e conversar com as pessoas envolvidas numa competição... Tem muito valor!

É a vez do Stock Car descansar.

 -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Marcas

Regulamento e regras

Cinco fabricantes instalados no Brasil disputam com seus carros que além de concorrentes nas pistas também são nas ruas

As marcas são Renault, Ford , Chevrolet, Honda e Toyota.

O Toyota Corolla nos boxes

O Renault Fluence

Com cuidado levando o Focus para o box

O Honda Civic

Também uma categoria muito emocionante e equilibrada. Qual o proprietário de um modelo da marca não gosta de ver um carro da mesma marca que o seu nas pistas? As carrocerias não são idênticas, mas seguem a linha do modelo sendo fácil a identificação.

Outro Renault

Visto de trás

Na curva Ford Focus, Honda Civic e Chevrolet Cruze. Este Honda ficou em segundo na corrida Um

O Renault Fluence da equipe C2 Team pilotado por Gabriel Casagrande vencedor da corrida Um

O Toyota Corolla atrás do Chevrolet Cruze

O Toyota Corolla na frente do Cruze

O Honda Civic perseguido pelo Chevrolet Cruze

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Motor: Em todos os carros está instalado um motor Ford Duratec de 2 litros. O bloco e o virabrequim são deste, já o cabeçote é da empresa de Oreste Berta. Este preparador muito competente é argentino e já fez vários trabalhos em carros brasileiros. Quem não se lembra do Ford Maverick da equipe Hollywood em 1974? Oreste, nesta época, prometia a todos que podia no mínimo dobrar a potência do motor. O da categoria Marcas vem da Argentina . Tem 285 cv a 6.800 rpm. Mas tem uma limitação na admissão, sem a restrição pode chegar a 330 cv a 7.200 rpm. O transeixo dianteiro (caixa de marchas e diferencial integrados) é da marca inglesa XTrac (XTrac Transmission Technology), com seis marchas e é sequencial. Todos os carros da categoria Marcas têm tração dianteira. 

- Os pneus são Pirelli nas medidas 285/645-18 e as rodas, OZ Racing 11x18 polegadas. Freios: discos ventilados marca Fremax. A pinça dianteira tem seis pistões e a pinça traseira, quatro pistões. Pastilhas de Freio são da marca Fras-le.

- Suspensão: Molas dianteiras – 30 N/mm, 120 mm x 50 mm (constante, altura livre e diâmetro interno). Molas traseiras – 80 N/mm, 140 mm x 50 mm.

Direção: Do tipo pinhão e cremalheira com assistência hidráulica

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

O Ford Focus seguido pelo Honda

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Resultado Corrida 1*:
1-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Team/Renault Fluence) - 13 voltas em 28min42s867 (média de 120,0 km/h)
2-) 28 Carlos Souza (JLM Sport/Honda Civic) - a 3s009
3-) 57 Felipe Tozzo (Friato Racing/Team Ford Focus) - a 5s035
4-) 43 Vicente Orige (JLM Sport/Honda Civic) - a 5s699
5-) 0 Gustavo Martins (JLM Racing/Honda Civic) - a 6s215
6-) 33 P.Choate/L.Razia (RZ Motorsport/Toyota Corolla) - a 9s438
7-) 11 Nonô Figueiredo (Onze Motorsports/Chevrolet Cruze) - a 10s946
8-) 21 Guilherme Salas (Greco/Renault Fluence) - a 12s282
9-) 89 M.Meuenschwalder/F.Rabello Chevrolet Cruze 2:07.759 12.992
10-) 55 Beto Monteiro (Chevrolet Cruze) - a 1 volta
11-) 1 Thiago Marques (RZ Motorsport/Toyota Corolla) - a 1 volta
12-) 88 Thiago Klein (Paraguay Racing/Toyota Corolla) - a 1 volta

Resultado Corrida 2*:
1-) 21 Guilherme Salas (Greco/Renault Fluence) - 13 voltas em 27min13s682 (média de 126,6 km/h)
2-) 11 Nonô Figueiredo (Onze Motorsports/Chevrolet Cruze) - a 3s235
3-) 43 Vicente Orige (JLM Sport/Honda Civic) - a 6s722
4-) 57 Felipe Tozzo (Friato Racing Team/Ford Focus) - a 16s113
5-) 55 Beto Monteiro (Chevrolet Cruze) - a 19s211
6-) 28 Carlos Souza (JLM Sport/Honda Civic) - a 19s832
7-) 0 Gustavo Martins (JLM Racing/Honda Civic) - a 25s031
8-) 88 Thiago Klein (Paraguay Racing/Toyota Corolla) - a 25s496
9-) 17 Daniel Kaefer (JLM Racing/Honda Civic) - a 25s658
10-) 1 Thiago Marques (RZ Motorsport/Toyota Corolla) - a 30s210
11-) 89 Mauro Meuenschwalder (Chevrolet Cruze) - a 33s617
12-) 83 Gabriel Casagrande (C2 Team/Renault Fluence) - a 38s353

MELHOR VOLTA: Gabriel Casagrande, 2min03s937 (128,3 km/h)

Classificação do Campeonato - PILOTOS
1-) Nonô Figueiredo - 199 pontos 
2-) Vicente Orige - 197
3-) Gabriel Casagrande - 183
4-) Gustavo Martins - 182 
5-) Thiago Marques - 174
6-) Guilherme Salas - 160
7-) Carlos Souza - 151
8-) Daniel Kaefer - 132 
9-) Willian Starostik - 97 
10-) Felipe Tozzo - 93 
11-) R.Choate - 93 
12-)Luiz Razia - 84 

Classificação do Campeonato - MARCAS
1-) Honda Civic - 475 pontos 
2-) Renault Fluence - 435 
3-) Chevrolet Cruze - 307 
4-) Toyota Corolla - 299 
5-) Ford Focus - 170 

Classificação do Campeonato - EQUIPES
1-) JLM Sport - 348 pontos
2-) JLM Racing - 314 
3-) C2 Team - 280 
4-) RZ Motorsport - 267 
5-) Onze Motorsports - 236 
6-) Greco - 218 
7-) Friato Racing Team - 170 
8-)Paraguay Racing - 93 
9 Romera Sports - 23 

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Um ótimo pega! O Renault Mégane nº 21 de Guilherme Salas foi o primeiro na corrida Dois

Um belo caminhão da equipe Marcas

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Os americanos tem um velho ditado muito interessante sobre a categoria Nascar/Stock Car que envolve marcas distintas: Venceu domingo, vendeu na segunda-feira.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Turismo.

A primeira curva é muito disputada

Na segunda volta já há um alívio

Todos os carros tem a mesma carroceria ou "bolha" como é dito no meio. Muita emoção nas largadas. O carro nº 77 ficou em segundo lugar

O bólido de turismo.

O Campeonato Brasileiro de Turismo foi criado em 2013. É correspondente a antiga Stock Car Light. Esta a um passo da Stock Car. Os pilotos que alcançam bons resultados tem ótimas chances de pilotar um Stock Car.

-Um jogo de pneus pronto

- O piloto Gustavo Frigotto ficou com o terceiro lugar na primeira corrida

- A frente em plástico reforçado com fibra de vidro e os pneus

- O carro do Campeonato Brasileiro de Turismo tem chassis com estrutura tubular de aço SAE 4130. Seu motor da marca JL RACING tem oito cilindros em “V”, 3.500 cm³ e 340 cv de potência, injeção eletrônica da marca Magneti Marelli. Seu câmbio seqüencial tem seis marchas. Os amortecedores são Koni e as rodas, da marca Alujet de 18 polegadas de diâmetro.

- O carro de Marco Cozzi da equipe C2 Team

- O carro de Gabriel Robe (Motortech Competições)

- O carro de Márcio Campos (Motortech Competições)

-O carro de Adibe Marques (Cimed Racing).

- Dennis Dirani da W2 Racing

Corrida 1 - Resultado:

1-) 31 Marcio Campos (Motortech Competições) - 13 voltas em 27min15s980 (média de 126,4 km/h)
2-) 35 Gabriel Robe (Motortech Competições) - a 0s493
3-) 86 Gustavo Frigotto (RKL Comp./Água da Serra) - a 5s693
4-) 99 Edson Coelho (W2 Racing) - a 6s856
5-) 23 Marco Cozzi (C2 Team) - a 10s742
6-) 128 Dennis Dirani (W2 Racing) - a 11s699
7-) 17 Pietro Rimbano (Cimed Racing) - a 14s357
8-) 69 Gustavo Myasava (J. Star Racing) - a 23s487
9-) 33 Antonio Matiazzi (Nascar Motorsport) - a 31s127
10-) 79 Adibe Marques (Cimed Racing) - a 40s128
11-) 77 Raphael Reis (Hitech Racing) - a 40s208
NÃO COMPLETOU
12-) 70 Giulio Borlenghi (Hitech Racing) - a 10 voltas
MELHOR VOLTA: Marcio Campos, 1min59s573 (133,0 km/h)

Corrida 2 - Resultado*:
1-) 99 Edson Coelho (W2 Racing) - 15 voltas em 33min31s188 (média de 118,6)
2-) 77 Raphael Reis (Hitech Racing) - a 4s370
3-) 33 Antonio Matiazzi (Nascar Motorsport) - a 5s971
4-) 70 Giulio Borlenghi (Hitech Racing) - a 10s794
5-) 31 Marcio Campos (Motortech Competições) - a 18s128
6-) 128 Dennis Dirani (W2 Racing) - a 21s786
7-) 23 Marco Cozzi (C2 Team) - a 23s681
8-) 35 Gabriel Robe (Motortech Competições) - a 23s692
9-) 17 Pietro Rimbano (Cimed Racing) - a 28s860
10-) 79 Adibe Marques (Cimed Racing) - a 23s681
NÃO COMPLETOU
11-) 69 Gustavo Myasava (J. Star Racing) - a cinco voltas
12-) 86 Gustavo Frigotto (RKL Comp./Água da Serra) - a uma volta
MELHOR VOLTA: Gabriel Robe, 1min59s593 (133,0km/h)
*Resultados sujeitos a verificações técnicas/desportivas

Classificação do Campeonato - PILOTOS
1-) Marcio Campos - 187 pontos 
2-) Gabriel Robe - 183 
3-) Marco Cozzi - 162 
4-) Edson Coelho - 159 
5-) Pietro Rimbano - 150 
6-) Raphael Reis - 116 
7-) Dennis Dirani - 114 
8-) Lukas Moraes - 107 
9-) Antonio Matiazi - 105 
10-) Gustavo Myasava - 105 
11-) Gustavo Frigotto - 100 
12-) Adibe Marques - 85 
13-) Mauri Zacarelli - 52 
14-) Gabriel Casagrande - 40 
15-) Giulio Borlenghi - 30 
16-) Luca Milani - 20 
17-) Felipe Donato - 17 
18-) Gustavo Kiryla - 17 
19-) Danilo Estrela - 16 
20-) Edson Bueno - 15 
21-) Artur Fortunato - 12 

Classificação de EQUIPES
1-) Motortech Competições - 370 pontos
2-) W2 Racing - 273 
3-) C2 Team - 236 
4-) Cimed Racing - 235 
5-) Hitech Racing - 146 
6-) J. Star Racing - 134 
7-) RKL Comp./Água da Serra - 115 
8-) RR Racing Team - 107 
9-) RZ Motorsport - 66 
10-) Nascar Motorsport - 49 

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- Todas as provas, das três categorias, foram muito disputadas e longe de serem monótonas. Foi ótimo!

- Abaixo o carro madrinha acompanhado da picape de apoio.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

- Dias 10 e 11 de dezembro tem mais, em Interlagos.

Texto, fotos e montagem Francis Castaings - Revisão: Bob Sharp (http://www.autoentusiastas.com.br/)        

----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------




 

 
   
 

© Copyright - Site Garace D'Époque - Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução de conteúdo do site sem autorização seja de fotos ou textos.


 

  Site Map